Home / Vida de Mãe / Dicas e Ideias / 5 desenhos para estimular as crianças

5 desenhos para estimular as crianças

Os desenhos já fazem parte do cotidiano das crianças há muito tempo e vem se renovando a cada geração. Se você tem filhos pequenos ou está sempre em contato com crianças, você provavelmente já se pegou assistindo algum desses desenhos junto com eles, ou pelo menos já pensou em “distraí-los” com uma programação infantil. Mas você já se perguntou se a programação que sua criança está assistindo é adequada? Quando digo “adequada”, não me refiro apenas a faixa etária ou se ela apresenta conteúdos que podem chocar (violência, terror e afins) a criança, mas também me refiro ao fato de que muitas vezes o desenho ou o programa pode não acrescentar nada além do entretenimento. Claro que o entretenimento é muito importante, porém, você pode até não perceber, mas as primeiras fases da infância de uma criança são fundamentais para a construção da personalidade dela no futuro, ou seja, tudo o que é apresentado à ela no começo da vida, seja na convivência com as pessoas ou as coisas as quais ela tem acesso (brinquedos, entretenimento no geral, locais que ela costuma frequentar) serve de base para muita coisa: comportamento, interesses, relações pessoais e muito mais. Antes de prosseguir com esse post, quero deixar claro que não sou nenhuma profissional em educação infantil ou qualquer coisa relacionada, apenas sou uma mãe que pesquisa e observa muito o desenvolvimento das crianças, e tudo o que digo aqui são apenas opiniões e observações minhas.

Eu sempre vejo as pessoas procurando por conteúdo “educativo” para as crianças, o que é bom, mas como mãe, acredito que o melhor termo seria “estimulativo”. Um conteúdo educativo talvez se limitasse a apenas ensinar algo, o estimulativo desperta a curiosidade e dá mais liberdade, então ela pode compreender e se desenvolver no seu próprio ritmo. Mas não podemos focar apenas no intelecto de nossas crianças, pois, se tem uma coisa que está sendo cada vez mais esquecida no dia a dia das pessoas é estimular a boa convivência na família e em sociedade. Pensando nisso, eu decidi listar 5 desenhos e programas dedicados ao público infantil que estimulam a curiosidade e a criatividade, e também alguns que focam mais nas interações sociais. Selecionei os que ainda estão na atividade, mas se esse post for bem aceito, posso fazer uma lista com alguns bons desenhos e programas que já não mais transmitidos no Brasil.

  1. O primeiro da lista está bem popular já faz algum tempo: O Show da Luna é uma produção brasileira que reúne ciência e musical, o que faz com que até as crianças mais novas despertem interesse no desenho, apesar do público-alvo serem as crianças a partir de 3 anos. Esse desenho é um daqueles que fazem a criança (e até nós, adultos) querer saber o motivo das coisas e como elas acontecem, proporcionando descobertas e estimulando a vontade de conhecer o mundo em que vivemos. Para quem ainda não conhece, a Luna é uma menina de 6 anos que é muito curiosa e vive se perguntando como e por quê as coisas acontecem e sempre acaba encontrando uma maneira divertida de responder suas perguntas através do faz de conta, onde ela, seu irmão Júpiter e seu pet Cláudio vivem coisas incríveis. No canal da Luna no YouTube é possível encontrar 10 episódios completos da primeira temporada e outros vídeos legais do desenho, porém também é exibido no Discovery Kids.o show da luna
  2. O Cocoricó é um velho e querido amigo da gente. Acabou de completar 20 anos, mas continua presente na vida de muitas crianças. Aparentemente (não tenho acompanhado pela TV) a série parou de ser produzida, porém continua sendo exibida todos os dias na TV Cultura e seu canal do YouTube tem mais de 1300 vídeos!. O legal do Cocoricó é que o foco programa não é apenas relatar a vida na fazenda, como muitos pensam. É um programa com uma grande variedade de temas abordados em seus episódios que vão desde as iterações sociais até geografia, e muito mais. Além disso, o Cocó tem várias coletâneas de videoclipes musicais que certamente agradam até os bebês (experiência própria, os dvds de clipes musicais são favoritos na vida dos meus filhos desde que eles tinham apenas alguns meses!).cocorico
  3. E por falar em poucos meses, as coletâneas da Bebê Mais podem ser bem interessantes para os mais pequenos. Dividas em temas básicos, facilita a seleção e a observação sobre os interesses da sua criança. É uma forma legal de apresentar animais, objetos e cores, tudo acompanhado de cantigas e brincadeiras que estimulam o bebê. Eles também possuem um canal no YouTube, e parecem estar postando coisas novas com frequência.bebê mais
  4. Outra coisa que já está atravessando gerações é a Palavra Cantada. Quando se fala em conteúdo para criança, eles são meus favoritos. Em suas músicas eles sempre adicionam uma boa dose de cultura brasileira, seja no tema das músicas, nos instrumentos ou no figurino, mas não param por aí. Seus diferentes “estilos” de vídeos encantam as crianças de uma maneira positiva, sem aquele “adestramento” que a gente vê em alguns musicais infantis por aí… Eles tem a sensibilidade necessária para se trabalhar com crianças sem subestimar sua capacidade. Felizmente eles também tem canal no YouTube, mas alguns de seus trabalhos também estão disponíveis na Netflix e para assinantes do Net Now.palavra cantada
  5. E para a surpresa de alguns, quem fecha essa lista é rainha da audiência infantil na atualidade: a Peppa Pig! Sim, amigos, Peppa Pig não é ruim, nem bobo. Apesar do sucesso, muita gente tem receio de apresentar a Peppa para as crianças. O motivo eu não sei qual é, só sei que elas estão perdendo uma boa aliada na hora de ensinar os pequenos a se expressar. Na maioria dos episódios a Peppa está com sua família (mãe, pai e irmão, as vezes também os avós ou os tios) vivendo situações cotidianas que quase todas as crianças vivem. O desenho demonstra nessas situações a necessidade da comunicação, da confiança nos pais, da cooperação entre irmãos, da educação (respeitar a palavra dos pais, dizer sim, por favor – não, obrigada) de saber ouvir, esperar sua vez, etc. Também é interessante para os adultos, pois nós também acabamos nos identificando com as mesmas situações e percebemos que nossas atitudes poderiam ter sido diferentes, além de termos boas ideias para colocar em prática no processo de criação dos nossos filhos. Um bom exemplo disso é o episódio em que a Mamãe Pig dá uma caixa para a Peppa e outra para o George e diz que nela eles podem guardar coisas secretas que só eles saberão. Logo a Peppa fica animada e ansiosa para guardar seu segredo. Porém, ao ver que seu irmão também tinha um segredo, ela fica curiosa e combina com ele uma maneira para que os dois saibam os segredos um do outro. Percebam: nessa pequena situação se pôde trabalhar a questão da criança e sua individualidade (uma caixa só dela = um espaço só dela), de guardar um segredo e respeitar o segredo de outra pessoa (ela não espiou o segredo do irmão, mesmo curiosa) e de negociar uma troca (coisa comum entre crianças, como por exemplo, partir um pedaço do seu lanche e trocar com o colega por um pedaço do lanche dele, ou emprestar um brinquedo em troca de pegar outro brinquedo emprestado). Viram? Os episódios da Peppa estão cheios de situações como essa, e as crianças observando o desfecho dessas situações, acabam levando isso para suas vidas, evitando frustrações. Ela tem um canal oficial em português, tem na Netflix, Net Now e é exibido no Discovery Kids e na TV Cultura 🙂peppa pig

Agora eu quero saber de você, quais desenhos ou programas indica para as minhas crianças? Comenta aí!

Related Post

Comments

comments

About Raissa

Check Also

Hermione e Rony

Dia dos Namorados: 10 casais para se inspirar (Parte 1)

O dia mais romântico do ano está chegando! E para entrar no clima do Dia …

One comment

  1. Muito bom! Minha filha gosta da Peppa, se deixar fica o dia inteiro. rsrs

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *