Home / Mundo Geek / Ayreon – Música Geek – BEDA#1

Ayreon – Música Geek – BEDA#1

A gente sabe que a cultura geek se espalha entre livros, filmes, jogos e séries. Mas e na música, o que você gosta de escutar?

Se você é como eu, um geek que ama ficção-científica e ainda adora um bom metal progressivo (ou outras vertentes semelhantes), você provavelmente vai adorar conhecer o AYREON.

Ayreon

O que é “AYREON”?

Ayreon (pronuncia-se “érion”) é um projeto musical de um holandês multi-instrumentista muito simpático e talentoso, chamado Arjen Anthony Lucassen. O Ayreon segue a linha do estilo “rock opera” e já contou com a participação de diversos nomes conhecidos do metal em seus álbuns, inclusive o incomparável Bruce Dickinson do Iron Maiden.

Arjen Lucassen e Bruce Dickinson

O QUE O AYREON TEM DE INTERESSANTE?

Se não bastasse o instrumental fenomenal, as participações mais que especiais e toda a dedicação de Arjen, o Ayreon tem uma história incrível e uma linha do tempo tão incrementada que coloca a Marvel no chinelo.

Fazendo um resumo muito simples:

 

The Final Experiment

Tudo começa no álbum lançado em 1995, “The Final Experiment”, onde Ayreon, o menestrel cego que vivia no início da Idade Média, recebe visões desanimadoras enviadas por cientistas do ano de 2084, alertando sobre uma grande guerra que acabaria com a humanidade. Ele canta para o Rei Arthur sobre suas visões futuristas, mas Merlin, por inveja, o amaldiçoa.

Actual Fantasy

Em 1996 é lançado “Actual Fantasy”, trazendo uma proposta um pouco diferente de “The Final Experiment”, mas sendo importante para os próximos álbuns. Simulando a fantasia, são contadas várias histórias e entre elas está uma das mais belas músicas compostas por Arjen (na minha opinião): Computer Eyes.

Into the Electric Castle

“Into the Electric Castle” (um dos meus álbuns favoritos) foi o próximo lançamento do Ayreon, no ano de 1998, e se destaca por contar a jornada de 8 personagens (interpretados por 8 cantores diferentes) de diferentes épocas da humanidade que foram presos em uma outra dimensão e guiados apenas por uma voz misteriosa, vão em busca do Castelo Elétrico para conseguir sair dali.

The Universal Migrator: Pt 1 & Pt 2

Já no ano 2000, “The Universal Migrator” foi lançado em duas partes, contando a história do último humano vivo, que agora se encontra em uma colônia em Marte. Na primeira parte, chamada de “The Dream Sequencer” o homem utiliza o Sequenciador de Sonhos para voltar no tempo e reviver momentos de suas vidas passadas. Na segunda parte, denominada “Flight of the Migrator”, o humano volta ainda mais no tempo, numa era anterior ao Big Bang, assistindo ao começo da vida no universo.

The Human Equation

Em 2004, Arjen decide deixar a atmosfera da ficção-científica um pouco (mas não completamente) de lado com “The Human Equation” e explora o mundo das emoções humanas através da mente de um homem que entra em coma após um acidente automobilístico, mas que consegue se conectar com suas emoções, agora personificadas. O homem precisa encarar suas memórias e cada uma de suas emoções (como o medo, o amor, a agonia, entre outras) para encontrar uma maneira de sair do coma. Outros personagens também são introduzidos a história, como sua esposa, o pai que lhe causou tanto trauma e o melhor amigo.

Mas como Ayreon tem que ser Ayreon, no final descobrimos que tudo foi uma simulação do programa The Human Equation do nosso já conhecido Dream Sequencer, executado por um Forever.

01011001

Em cada álbum, Arjen nos revela um pouco mais desse universo, mas é no álbum “01011001”, seu sétimo álbum, lançado em 2008, em que as coisas se conectam, pois nos conta mais sobre a história dos Forever (Forever of the Stars). Nesse álbum magnífico, participam nada menos que 17 cantores, incluindo o Arjen. “01011001” (ou apenas “01” para os íntimos) nos revela que os Forever viviam no planeta Y (por isso o nome do álbum: 01011001 = representação binária de 89, código ASCII da letra Y, sim, MUITO NERD) e levavam uma vida subaquática. Além disso, haviam pedido suas emoções e eram dependentes das máquinas para serem imortais. 01 nos revela ainda que, a fim de recuperar sua capacidade emotiva e salvar sua raça, eles precisavam perpetuar a espécie em outro planeta, e enviaram seu DNA para a Terra através de um cometa, causando a extinção dos dinossauros.

Porém, os Forever parecem não ter aprendido a lição e pelo imenso desejo de obter uma rápida evolução, acabam levando a humanidade a também depender das máquinas e ficarem a caminho de uma nova extinção. A fim de evitar esse destino cruel, os Forever tentam alterar a linha do tempo utilizando o “Time Telepathy Experiment”, visto em “The Final Experiment”, comunicando ao passado sobre o futuro a fim de que algo seja feito, mas o experimento fracassa e a humanidade é destruída. Os Forever, então, abandonam a Terra, levando o último humano vivo, personagem que nós conhecemos em “The Universal Migrator”.

The Theory of Everything

Em 2013, foi a vez de “The Theory of Everything” ser lançado. Assim como em “The Human Equation”, Arjen decide manter o conceito de seu álbum com a humanidade protagonizando. Uma curiosidade sobre o álbum: são apenas 4 faixas, porém as mesmas foram dividas em 42 segmentos, fazendo referência ao Guia do Mochileiro das Galáxias. “The Theory of Everything” fala sobre um jovem, sua família, seu rival e uma garota. O jovem se revela um gênio anti-social e seu pai faz com ele acabe usando de uma medicação que teoricamente o tornaria mais sociável, porém os efeitos da mesma são nocivos a ele e causam uma certa dependência. Para obter a droga novamente, o prodígio ajuda seu rival em roubo perfeito, decepcionando a garota e acabando sozinho. Isoladamente com seu professor, o prodígio trabalha para resolver a teoria, e após usar uma grande dose da droga, finalmente alcança seu objetivo, mas a um custo muito alto.

The Source

O álbum inédito mais recente do Ayreon é o “The Source”. Dessa vez, Arjen nos conta a origem dos Forever, tornando-o o primeiro álbum na cronologia. “The Source” nos revela os Alphans, uma raça que tenta sobreviver a revolução das máquinas, “The Frames”, inicialmente criadas para resolver os problemas do planeta, que tomaram o controle do planeta Alpha, na Galáxia de Andrômeda, enviando alguns de seus descendentes e um robô, o TH-1, pelo espaço na nave Starblade, em busca de um lugar para recomeçar. Eles encontram então, perto de Sirrah, um planeta subaquático onde podem dar continuidade a suas vidas. Após injetarem uma substância (Liquid Eternity ou The Source) que lhes proporciona a capacidade de se adaptar a vida na água, os Alphans entram em animação suspensa e partem em destino ao planeta que posteriormente chamariam de “Y”. Aos poucos, The Source fez com que os Alphan esquecessem da vida em Alpha e TH-1, deixado sem um propósito, deseja se tornanr uma nova ‘Frame, e reiniciando o ciclo e anunciando a chegada de “Age of Shadows” (visto em 01011001).

 

Por onde começar?

Com toda a certeza, Ayreon é um presente para qualquer fã de sci-fi e boa música e somente ouvindo os álbuns é possível entrar e entender a história. Porém, se você não quer esperar ouvir todos os álbuns para se tornar um Ayreonauta (ou Ayreonaut), recomendo a ouvir a coletânea “Timeline”, porém, como foi lançada em 2009, não contém conteúdo dos dois últimos álbuns lançados.

Ayreon Timeline

Cada detalhe das músicas é muito bem pensado e sempre executado por músicos excelentes, o que a gente pode ver nos making off e DVDs lançados. Além disso, o Arjen, apesar de se denominar como um “recluso social”, está sempre em contato com os fãs através da internet, respondendo dúvidas e ouvindo as sugestões.

 

Indo além dos álbuns

Arjen conseguiu tornar realidade o maior sonho de um Ayreonauta, que era poder estar em um show do Ayreon. Arjen já disse muitas vezes que tem medo do palco e prefere apenas gravar os álbuns do conforto de seu estúdio (que chamamos de Electric Castle), mas com o apoio de sua esposa e amigos do meio musical, o Ayreon fez três apresentações na Holanda, o que resultou na gravação do “Ayreon Universe” contendo o melhor do melhor do Ayreon, com muitas participações especiais e público de todas as partes do mundo.

Antes do “Ayreon Universe”, o Ayreon também chegou a gravar “The Theater Equation”, uma espécie de musical do álbum “The Human Equation” com a maior parte do “elenco” que participou do álbum.

Esse ano, o Ayreon tocou ao vivo novamente, dessa vez no Graspop, um grande festival musical na Bélgica.

 

O homem que nunca tira férias

E se você pensa que Ayreon é o suficiente, está enganado. Arjen Lucassen é um cara que nunca tira férias e além do Ayreon, tem outros projetos musicais, como:

Star One, fazendo um som mais pesado e baseado em filmes de ficção-científica.

•Guilt Machine, um projeto com uma musicalidade mais melancólica e pesada.

•The Gentle Storm, a parceria entre Arjen e a cantora Anneke van Giersbergen, é um projeto épico divido em dois álbuns: uma versão “Gentle”, bem folk acústico e a versão “Storm” fazendo aquele metal mais sinfônico.

Também vale destacar o projeto Ambeon, que tem o seu pezinho no Ayreon e claro, a carreira solo do Arjen. Ao lado da cantora Marcela Bovio, Arjen fundou a banda Stream of Passion, e nos anos 80 fez parte das bandas Bodine e Vengeance.

 

E se você gostou ou já conhecia o Ayreon, não deixe de participar do nosso grupo dedicado ao Arjen e seus projetos no Facebook! 😉

Arjen Lucassen

 

Fontes para este post:

http://www.arjenlucassen.com/content/category/ayreon-albums/

https://en.wikipedia.org/wiki/Ayreon

https://pt.wikipedia.org/wiki/Ayreon

https://pt.wikipedia.org/wiki/Arjen_Anthony_Lucassen

Meu cérebro e as informações que já memorizei sobre a carreira do Arjen.

 

 

 

Related Post

Comments

comments

About Raissa

Check Also

dicas para blogueiros

10 dicas para blogueiros iniciantes – BEDA#6

A Mamãe Geek aqui está neste mundo dos blogs (também conhecido como blogosfera) há muito tempo! …

8 comments

  1. Eu adoro esse universo de cultura geek de livros, filmes e séries, mas em relação a musica eu não sei muito sobre isso, apreendi bastante com seu post.

    Beijos

  2. Te felicito por este gran post. Un buen resumen de la historia se Arjen y sus proyectos, en especial Ayreon. Me gustó mucho y valoro tu cariño por el artista. Sigue así me alegro mucho por ti!!! Saludos

  3. Wooou, não conhecia mas já curti demais! Obrigada por compartilhar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *